Recebemos muitas dúvidas dos nosso estudantes perguntando sobre a cidadania italiana, então decidimos pesquisar e fazer um post com informações essenciais para ajudar.

Há diversas razões pelas quais milhares de pessoas em todo o mundo estão explorando a possibilidade de se tornar cidadãs duplas italianas:

• Tornar-se um cidadão da Itália irá automaticamente torná-lo um cidadão da UE que lhe permite trabalhar, viver e estudar nos países da União Européia sem a necessidade de uma Visa.
• Todos os seus filhos com menos de 18 anos se tornarão cidadãos italianos automaticamente.
• Se você já estabeleceu residência na Itália, você terá acesso mais fácil aos cuidados de saúde pública e à educação pública.

NOTA: ao se tornar um cidadão italiano, você ainda manterá sua cidadania do Brasil.

Não é incomum para as pessoas acreditarem que ter um ou mais Ancestor (es) de origem italiana é suficiente para se qualificar. Esse é certamente um dos requisitos, mas não o único.

As linhas paternas e maternas são tratadas de forma diferente. Se você está se candidatando através de sua linhagem materna, a lei atual que concede a cidadania italiana afirma que as mulheres poderiam realizar, mas não passar a cidadania, para crianças nascidas antes de 1º de janeiro de 1948, data em que a Itália se tornou uma República.

Então, se você está se candidatando através do seu avô materno (o pai da sua mãe), não só você deve provar que ele ainda era um cidadão italiano no momento do nascimento da sua mãe, mas você também deve nascer após 1º de janeiro de 1948. É simples, o que você precisa é ter um descendente paterno que nasceu na Itália ou materno nascidos após 1948 no Brasil.

Existe mais uma restrição que afeta algumas pessoas: se seu Ancestral italiano foi naturalizado (tornou-se cidadão Brasileiro) antes de 1º de julho de 1912, você não se qualifica. Os direitos da cidadania passando para os descendentes começam depois dessa data.

Armado com muita paciência, energia duradoura e sim, dinheiro, você terá que provar que seu Ancestor era italiano, que ele ou ela ainda era italiano antes do nascimento de seu filho ou filha aqui no Brasil e documentar a linhagem familiar conectando você ao seu Ancestor nascido na Itália.

Você deve coletar cópias certificadas de registros de nascimento, casamento, divórcio e morte de seus pais, avós e até mesmo bisavós, bem como o seu próprio e seu cônjuge. O número total de documentos pode chegar a 60 ou mais, incluindo os documentos de Naturalização certificados pelo Ancestor de origem italiana (ou a prova de que ele nunca se tornou cidadão Brasileiro).

É preciso ter em mãos a sua certidão de nascimento, a certidão de casamento dos descendentes italianos ou a certidão de óbito.
Se você solicitar o passaporte europeu do Brasil, o prazo de espera é de até 5 anos. Já para quem reside na Itália é de 3 meses a 1 ano.

Casar com um italiano também pode garantir o passaporte ,inclusive para os filhos.

Essas são algumas informações não oficiais que pesquisamos para você.

Comentários