Se você vai fazer intercâmbio na Irlanda ou tem planos de se mudar para lá, fique atento às novas regras. A partir de 11 de Dezembro de 2017, o certificado de registro GNIB (Garda National Immigration Bureau), documento necessário para quem vai morar na Irlanda, foi substituído por um novo certificado de registro chamado Irish Residence Permit – IRP (Permissão de Residência Irlandesa). Se você tem um GNIB válido, não precisa se preocupar: não solicite um IRP até o seu cartão GNIB atual expirar.

O que é o IRP?

A Permissão de Residência Irlandesa é o seu certificado de registro. Você receberá o seu IRP assim que se registrar junto à imigração. Esse é um documento de extrema importância, que deverá estar sempre com você durante sua estada na Irlanda, inclusive se sair ou voltar a entrar no país.

É importante lembrar que o novo IRP tem exatamente o mesmo status legal que o antigo cartão GNIB – ele não lhe dá novos direitos ou títulos e suas responsabilidades permanecem iguais. Por exemplo, assim como o GNIB, o IRP não permite que você viaje ou viva livremente em outros países da UE. Todas as regras existentes de viagem e imigração ainda se aplicam. É da sua responsabilidade verificar o que você precisa para entrar em outros países antes de viajar.

NOTA: Se você tem um cartão GNIB, fique tranquilo. Não solicite um novo IRP se você possui um cartão GNIB válido. Aguarde até que seu cartão GNIB expire e depois aplique normalmente.

Sobre a Permissão de Residência Irlandesa (IRP)

A Permissão de Residência Irlandesa indica:

  • Que a sua permissão de residência na Irlanda foi registrada
  • O tipo de permissão de imigração que você possui, ou seja, o número do selo

O IRP não é uma carteira de identidade e sim um certificado de registro. É válido para certificar que você está registrado junto à imigração na Irlanda.

Modelo do IRP:

O IRP conterá as seguintes informações sobre você:

  • Nome completo, foto, data de nascimento e número de registro.
  • Uma breve descrição da sua permissão de imigração, incluindo seu número de selo de permissão
  • Um microchip com uma cópia de sua foto, impressões digitais e detalhes pessoais
IRP Irlanda

IRP – a nova Permissão de Residência Irlandesa

Se o seu registro for bem sucedido, será emitida uma Permissão de Residência Irlandesa (IRP).

A quem se aplica o IRP?

Se você deseja permanecer na Irlanda por um período superior a 90 dias, deverá solicitar uma permissão de permanência irlandesa e, obtendo sucesso, se registrar.

Para registrar você deve:

  • Ser de um país não-UE / EEE e não suíço
  • Ter 16 anos ou mais
  • Ir a um escritório de registro pessoalmente

Se você deseja permanecer na Irlanda após o prazo de validade do seu IRP, você deve solicitar a extensão da sua permissão de permanência irlandesa e renovar sua inscrição. Sendo bem sucedido, você receberá um novo IRP.

O IRP custa €300 (euros) por pessoa toda vez que você se registrar e/ou renová-lo. Você também deverá ter que pagar por um novo IRP se o seu cartão atual for perdido ou roubado.

Como o IRP é emitido:

Registro em Dublin

Para registros feitos em Dublin o oficial de imigração irá enviar seu IRP por correio. Certifique-se de confirmar o seu endereço exato (incluindo o Eircode) antes de sair do escritório de registro. Seu IRP deve chegar dentro de 5 a 10 dias úteis. Se não chegar dentro de 10 dias úteis, entre em contato com o departamento de imigração.

Registro fora de Dublin

Se o seu registro for feito fora de Dublin, o oficial de imigração irá organizar uma data / hora para você retornar ao escritório de registro para coletar o IRP. Você não pode obter um IRP durante sua primeira visita a um escritório de registro fora de Dublin porque partes do processo são gerenciadas na central. Você deve retornar ao escritório de registro para buscar seu IRP.

Para mais informações, consulte o site oficial da Imigração da Irlanda.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre o IRP? Se você está planejando seu intercâmbio e precisa de ajuda para entender o novo procedimento, fale com os nossos consultores da Global Study! 🙂

Comentários