Estudar fora do Brasil é um sonho cada dia mais real. Muitas pessoas, motivadas pela quantidade de informações que encontram na internet, são levadas a acreditar que é possível fechar um pacote para estudar no exterior por conta própria. Contudo, para que a experiência seja positiva e o aluno consiga aproveitar, sem passar por muitos apertos e perrengues, é preciso tomar algumas precauções antes mesmo de viajar. Confira a seguir, cinco atitudes que podem simplesmente arruinar seu intercâmbio e atente-se para evitá-las ao máximo! 

Escolha o destino com base na experiência de outras pessoas – O primeiro passo é planejar o orçamento e escolher o destino. A melhor forma de começar errado é fazer isso com base na experiência de outras pessoas. É claro que ouvir opiniões faz parte e é muito importante, principalmente, para quem nunca teve nenhuma experiência fora do país. Mas, as pessoas possuem motivações e gostos diferentes e, por isso, se empolgar com o intercâmbio de alguém e viajar para o mesmo lugar pode ser frustrante. 

A melhor forma de escolher o destino é levar em consideração suas preferências pessoais. Ao contrário do que muitos pensam, se você pensar sobre si mesmo e procurar pacotes que tenham relação com aquilo que você quer vivenciar, a chance de ter uma experiência única e exclusiva é muito maior do que se você comparar em várias agências o preço mais barato para os destinos mais comuns. 

Enfim, pesquise até encontrar um pacote que combine com seu perfil, tanto em relação às atividades oferecidas, quanto às características climáticas e culturais predominantes na região. Imagine investir em um lugar que você não se sinta à vontade nem para sair de casa, quanto mais para se envolver com as pessoas e a cidade. Com toda certeza, seria terrível. 

Outro ponto importante de ressaltar é sobre as passagens aéreas, depois de decidir pelo destino, o ideal é que você já procure uma agência especializada. Isso porque muita gente se precipita e faz a compra das passagens por conta própria ou em empresas online, como consequência a data pode não bater com a emissão do visto ou com o início do curso. Ao buscar orientação ainda no inicio do processo você irá evitar gastos e imprevistos desnecessários, pois, na maioria das vezes, não é possível realizar mudanças em compras promocionais. 

Não faça seguro de saúde, afinal você não irá precisar mesmo  outro erro de principiante. Como diz o ditado, é sempre melhor prevenir do que remediar. Então, se você não está pretendendo ter gastos altos e inesperados com consultas e emergências médicas fora do país, lembre-se de consultar um médico e verificar se está tudo em dia com seu corpo. Também é importante contratar um seguro saúde, mesmo se não for uma exigência do seu país de destino, assim você poderá contar com uma assistência médica de qualidade, caso aconteça algum imprevisto. A maioria das agências consegue orientar para essa compra junto com o fechamento do pacote. 

Escolha o pacote mais barato, o objetivo é apenas estar no exterior  bom, sabemos que a situação não está fácil para ninguém, mas escolher o pacote mais barato não vai resolver seu problema, ao contrário, pode acabar arruinando sua viagem. Ao invés do mais barato, escolha a opção que mais irá te ajudar a conquistar seus objetivos. Mais do que uma experiência internacional, seu intercâmbio deve te enriquecer pessoal e profissionalmente, portanto, não desperdice essa oportunidade. Pensando dessa forma, as chances de você se arrepender, seja porque não gostou do destino ou porque a escola não ofereceu o que você esperava, serão muito menores. 

Monte sua mala apenas com suas roupas favoritas  esse tópico pode até parecer piada, mas é uma atitude extremamente comum entre os intercâmbistas. Entendo que você queira sair bem nas fotos, mas de nada adianta está vestido todo no verão e ficar congelando por aí. Portanto, ao arrumar sua mala foque no clima que estará fazendo no seu destino na época em que você vai estar lá. Independente se sua viagem for para estudo ou lazer, invista em roupas confortáveis e não leve muita coisa. Apesar das companhias aéreas permitirem o embarque de até duas malas de 32 quilos é recomendável que você leve apenas uma, assim, se tiver interesse poderá fazer algumas comprinhas no seu destino e voltar com uma mala a mais. 

Não busque ajuda profissional  o último é também o erro mais grave que você pode cometer ao planejar seu intercâmbio. Provavelmente, se você tomou essa atitude recentemente, não tem nem ideia por onde começar seu planejamento, mas acha que irá conseguir fazer tudo sozinho. Sinto lhe informar, mas você está enganado. Existem tantas opções de destinos, escolas, acomodação, etc, que só de começar a pensar nisso tudo, aposto que já está se sentindo perdido. Por isso, não hesite em procurar uma agência com profissionais capacitados para te ajudar durante todo o processo. Esses agentes poderão avaliar o seu perfil e te apresentar as melhores opções para que você atinja seus objetivos. Além disso, você será orientado em todas as etapas e detalhes da viagem, do embarque ao retorno. 

Enfim, vivenciar o intercâmbio dos seus sonhos não é uma missão impossível. Basta que você tenha clareza quanto aos seus objetivos e dedicação para colocar tudo em ordem. Assim, além de presenciar uma experiência inspiradora, você terá a certeza que investiu seu tempo e dinheiro na opção certa! 

Texto original no Catraca Livre: https://catracalivre.com.br/geral/viagem-livre/indicacao/como-arruinar-seu-intercambio-em-cinco-passos/

Comentários